Clique fora para fechar
Del Rey

América Latina ultrapassará EUA em venda de refrigerante

A América Latina será considerada a segunda maior região em consumo de refrigerantes, em 2014, ultrapassando a América do Norte, de acordo com as previsões da Euromonitor, instituição que realiza pesquisa de mercado em todo o mundo. Enquanto os volumes da Europa Ocidental e dos Estados Unidos da América estão em queda, a América Latina apresenta alta. Já na Ásia, atualmente a maior região em consumo de bebidas não alcoólicas, por conta da China, os números continuam estáveis.

Conforme a pesquisa, até 2014 a América Latina, principalmente países como Brasil e Peru, terão os maiores percentuais de alta nas vendas de refrigerantes. O consumo por pessoa em ambos é ainda hoje de 30% a 40% menor que a média de 177 litros per capita, em 2009, na região. Além disso, os dois países têm presença significativa de marcas locais.

No Brasil, na explicação do levantamento, o mercado de bebidas gaseificadas é um dos mais consistentes, do ponto de vista econômico, da região. O estudo ainda mostra que de cada R$ 3 gastos em bebidas não alcoólicas, R$ 2 são usados para refrigerantes.

Ainda de acordo com a Euromonitor, as camadas mais pobres do Brasil devem se tornar cada vez mais importantes na demanda por bebidas carbonatadas. Os brasileiros de classe média consomem mais atualmente, direcionando os gastos a bebidas de maior valor agregado, como sucos de frutas e néctares.

Em 2009, cerca de 3 bilhões de litros de bebidas carbonatadas foram vendidas na América Latina, quase 50% mais do que as demais bebidas não alcoólicas juntas. E entre 2009 e 2014 a categoria de carbonatados deve ter o maior crescimento de vendas de todas as categorias de bebidas não alcoólicas na América Latina.

Últimos Releases

10/02/2009
Quebramos todas as barreiras do sabor

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar.
Flickr

Companhia

Comercial

Companhia

Contato